Ensino Superior e Huawei juntas para garantir formação de talentos

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e a Operadora de Telecomunicações Huawei Angola assinaram ontem, em Luanda, um Memorando de Entendimento de bolsas de estudo, denominado “Angola National ICT Star”, destinado aos estudantes e professores universitários, para a formação de talentos em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

O acordo rubricado, entre a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Teixeira, e o director da Huawei Angola, Chu Xiaoxin, durante o Fórum Nacional de Ecossistemas de Talentos em TIC de Angola, que decorreu numa das unidades hoteleiras da Ilha de Luanda, visa promover a cooperação no domínio da formação de talentos em TIC, com vista a construir um ecossistema que promova a melhoria da capacitação humana, bem como ajudar a aumentar a capacidade de serviço de TIC.

Segundo a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria Teixeira Bragança, o Memorando, agora, assinado, demonstra a vontade da Huawei de contribuir na formação da juventude na capacitação em tecnologias de informação e comunicação, que são fundamentais na criação de auto-emprego para os jovens angolanos.

Disse ainda que o Governo de Angola está apostado na formação de jovens nas TIC e a operadora Huawei tem sido um parceiro eficaz em relação ao Executivo e a outras entidades privadas que se mostram interessadas em desenvolver as TIC no país. O director nacional das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, do MINTCS, Matias Borges, disse que, os investimentos em desenvolvimentos e inovação do sector das Tecnologias de Informação e Comunicação são fundamentais para garantir ao país a participação nas cadeias globais de agregação de valor, que visam promover empregos, aumento dos níveis de renda das famílias e das empresas, que deve ser desenvolvido por via de um trabalho conjunto entre o Estado e os respectivos parceiros.

O director-geral da Huawei Angola, Chu Xiaoxin, destacou que o grau de desenvolvimento da economia digital depende do progresso das infra-estruturas nacionais de tecnologias de informação e comunicação. Reconheceu que o país está atrasado em termos de conectividade de banda larga e da cobertura de rede, pois o desenvolvimento da economia digital não pode ser alcançado sem o apoio de talentos em TIC.

Fundada em 1987, a operadora Huawei se beneficia, há 30 anos, do desenvolvimento económico global, estando presente em mais de 170 países e regiões do mundo. Em Angola, a Huawei já coopera com 16 universidades públicas e privadas, fornecendo cooperação escola-empresa, serviços de treinamento, cursos on-line, construção do laboratório, em que mais de 1.600 estudantes já foram certificados em TIC, através de formações da operadora chinesa.

Siga a nossa pagina no Facebook e fique atualizado sobre as vagas de emprego clicando aqui AngoVagas.

Sugestão...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo